Mentes Psicopatas #1

Postado por ás 2 comentários
Hey minna o/
Gostaram da imagen da Yuno *--* ?
Eu tinha certeza que pra esse post ela tinha que ser a capa ;)
Porque? Porque não sei vocês, mas eu tenho digamos, certa curiosidade sobre o assunto...
Sim, Psicopatia. Eles normalmente são frios, calculistas, atrativos e muito cruéis, mas o que eles mais têm de intrigante são suas inteligências. Dignas de admiração.
O que vocês sabem sobre isso?

Vou começar a postar um pouco sobre esse mundo, então se preparem o/.
AVISO: O post pode ter texto relativo a acontecimentos de violência com requinte de crueldade!


O que é a psicopatia?

    A psicopatia é um distúrbio mental grave caracterizado por um desvio de caráter, ausência de sentimentos genuínos, frieza, insensibilidade aos sentimentos alheios, manipulação, egocentrismo, falta de remorso e culpa para atos cruéis e inflexibilidade com castigos e punições. Apesar de a psicopatia ser muito mais frequente nos indivíduos do sexo masculino, também atinge as mulheres, em variados níveis, embora com características diferenciadas e menos específicas que a psicopatia que atinge os homens.
    Muitos psicólogos acreditam que a psicopatia recaia sobre um espectro de narcisismo patológico. As origens do TPaS, é significativamente semelhante ao daquelas pessoas com Transtorno Narcísico da Personalidade. Os pacientes com TPaS, o desvio de caráter costuma ir se estruturando desde a infância, na maioria das vezes, alguns dos seus sintomas podem ser observados nesta fase e/ou na adolescência, por meio de comportamentos agressivos que, durante estes períodos, são denominados de transtornos de conduta. A maioria dessas pessoas tem uma família desestruturada ou tiveram uma infância difícil, e quando atingem o fim da adolescência ou início da fase adulta, repetem os comportamentos violentos, sem empatia, interesseiros e egoístas que presenciaram na infância. Conforme se torna adulto o transtorno tende a se cronificar e causar cada vez mais prejuízos na vida do próprio indivíduo e especialmente de quem convive com ele. Grande parte dos pacientes que tem Transtorno Narcísico também têm história de negligência e abuso na infância por parte de seus pais.
    Psicopatas são pessoas que vivem a oscilar entre um comportamento dominador e ao mesmo tempo um comportamento onde eles são as pobres vítimas. São excessivamente manipuladores e controladores. O lema de um psicopata é sempre "controlar para não ser controlado"


Quais as Causas?

Fatores ambientais e psicológicos como condições econômicas precárias, família desestruturada e histórico de violência podem superar fatores genéticos na formação dos psicopatas atuais. Existe grande número de psicopatas entre as populações carcerárias. Estima-se que aproximadamente um por cento da população em geral sejam psicopatas. Estes indivíduos vivenciaram, geralmente, situações de desamparo, desprezo e desafeto por suas famílias. Vivências repletas de maus tratos, humilhações, abusos e mais uma série de fatores que, somados, podem levar o indivíduo a uma dessensibilização, emocionalmente superficial e a repetir a violência sofrida em suas relações sociais.


 Qual o Diagnóstico?
O diagnóstico segundo critérios diagnósticos pelo DSM-IV-TR [Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais] (Código: 301.7):

1. Um padrão pervasivo (que propaga-se) de desrespeito e violação aos direitos dos outros, que ocorre desde a adolescência, como indicado por pelo menos três dos seguintes critérios:

• Fracasso em conformar-se às normas sociais com relação a comportamentos legais, indicado pela execução repetida de atos que constituem motivo de detenção;
• Impulsividade ou fracasso em fazer planos para o futuro;
• Irritabilidade e agressividade, indicadas por repetidas lutas corporais ou agressões físicas;
• Desrespeito irresponsável pela segurança própria ou alheia; 
• Irresponsabilidade consistente, indicada por um repetido fracasso em manter um comportamento laboral consistente ou honrar obrigações financeiras;
• Ausência de remorso, indicada por indiferença ou racionalização por ter ferido, maltratado ou roubado outra pessoa;
• Tendência para enganar, indicada por mentir repetidamente, usar nomes falsos ou ludibriar os outros para obter vantagens pessoais ou prazer;

2. O indivíduo tem no mínimo 18 anos de idade.

3. Existem evidências de Transtorno de Conduta com início antes dos 15 anos de idade.
4. A ocorrência do comportamento antissocial não se dá exclusivamente durante o curso de Esquizofrenia ou Episódio Maníaco.

    Vale dizer que, embora tecnicamente o psicopata seja sinônimo do transtorno de personalidade antissocial, nem sempre os psicopatas (principalmente os mais comuns) apresentam todas esses critérios. Pelo contrário, conseguem manipular e mentir tão bem, que não raro todo psiquiatra ou médico certamente já consultou um indivíduo psicopata.


Teste de Hare

    Para diagnosticar uma pessoa com psicopatia, Robert Hare desenvolveu um famoso teste psicológico, válido somente quando aplicado por um psicólogo ou psiquiatra. Seus critérios diagnósticos abrangem os recursos afetivos, interpessoais e comportamentais. Cada item é avaliado em uma nota de zero (ausente ou leve), um (moderada) ou dois (grave). A soma total determina o grau de psicopatia de uma pessoa.

Fator 1 - Narcisismo agressivo
    • Sedutora / Charme superficial
    • Grandioso senso de auto-estima
    • Mentira patológica
    • Esperteza / Manipulação
    • Falta de remorso ou culpa
    • Superficialidade emocional
    • Insensibilidade / Falta de empatia
    • Falha em aceitar a responsabilidade por ações próprias
Fator 2 - Estilo de vida socialmente desviantes
    • Necessidade por estimulação / tendência ao tédio
    • Estilo de vida parasitárias
    • Falta de metas de longo prazo realistas
    • Impulsividade
    • Irresponsabilidade
Fator 3 - Estilo de comportamentos irresponsáveis
    • Controle comportamental pobre
    • Versatilidade criminal
    • Delinquência juvenil
    • Problemas comportamentais precoces
    • Revogação da liberdade condicional
Traços não correlacionadas com ambos fatores
    • Várias relações conjugais de curta duração
    • Promiscuidade


Tratamento
    
    As formas mais comuns de medicamentos utilizados em pacientes de transtornos de personalidade são:

• Neurolépticos, 
• Antidepressivos, 
• Lítio,  
• Benzodiazepínicos,  
• Anticonvulsivantes 
• Psicoestimulantes. 

    Porém tratamentos medicamentosos revelaram ser ineficazes no tratamento de psicopatia, porém poucos estudos foram realizados adequadamente. Mesmo com poucos testes, sais de lítio são usados freqüentemente no tratamento de pacientes psicopatas, pois podem levar a uma redução nos comportamentos impulsivos, explosivos e na instabilidade emocional. Seus principais efeitos colaterais são sedação, tremores e problemas motores. Vale lembrar que os antipsicóticos não substituem a Psicoterapia ou, até mesmo, uma Socioterapia.


Bem minna, termino aqui o primeiro post da coluna "Mentes Psicopatas", depois trago os tipos de psicopatas, o que é um sociopata e casos ficticios e veridicos ^~^. Espero que tenham gostado *---*.
Otimo fim de sabadão e começo de Domigão ;)
FontesPsicopatia e Winkipédia.

Macadores :

2 Comentários sobre: "Mentes Psicopatas #1"

Fiz um trab de sociologia sobre psicopatas e eles são fodas... durante minha apresentação falei do Raito *------*

Ligth é Um exemplo *---*, mas acho que ele tá mais pra sociopata '---'.
Sim, eles são dignos de admiração.
Eu vou postar alguns casos de animes, filmes e seriados *----*.

Ir ao Topo